“Pedra Rosa”, novo single e videoclipe de Rodrigo Piva – lançamento quinta-feira (dia 16/09)

O novo single e videoclipe do compositor Rodrigo Piva é uma homenagem à terapeuta e xamã Pedra Rosa Urkupimi, condutora de cerimônias nativas e rituais ancestrais dos quais o artista participa há vários anos. É onde ele busca inspiração para algumas canções do seu repertório, que foram registradas em seu mais recente CD “Canto Quântico”.

O videoclipe foi gravado no Espaço AVIVA (Florianópolis) e tem direção de Ítalo Zaccaron, com a participação da própria homenageada, Pedra Rosa. O arranjo e a produção musical do single são do multi-instrumentista Rafael Calegari, que fez a gravação dos instrumentos de corda, ao lado dos músicos Gabriel Vieira (violino) e Bruno Marques (beat eletrônico e efeitos sonoros). O backing vocal é de Elena Ribeiro e a edição e mixagem de Jorge Lacerda.

A inspiração transpessoal

Desde a sua pós-graduação em Psicologia Transpessoal, em 2009, a música vem sendo utilizada por Rodrigo Piva como uma ferramenta de autotransformação e cura. E foi no xamanismo que ele pôde aprofundar a sua relação com os elementos sagrados da natureza – água, terra, fogo e ar –, que estão presentes nos rituais nativos e que influenciam as suas composições mais recentes. Nesta homenagem à mestra e xamã Pedra Rosa, o refrão da música sintetiza o propósito de vida do artista: “Eu sou paz, luz e amor, música e medicina”. E a parte falada da canção, em forma de reza, reúne alguns dos ensinamentos recebidos:

“Na natureza tudo emana, tudo rima

Esteja embaixo, esteja em cima,

Tudo é fonte de poder!

Poder gozar a plenitude cristalina

Da sagrada medicina, do constante renascer

E a madrinha Pedra Rosa me ensinou

Que nesta vida tem o espinho e tem a flor

Que toda luta tem um luto,

Que todo vento tem seu tempo

E que se aprende pelo amor ou pela dor.”

O processo de criação do videoclipe

O videoclipe tem direção, fotografia e montagem de Ítalo Zaccaron. O local especialmente escolhido para as filmagens foi o Espaço AVIVA, localizado na Praia Mole (Florianópolis), um centro multicultural dedicado ao despertar da consciência e em perfeita sintonia com o tema da canção. A concepção do roteiro prima pela simplicidade, com destaque para o círculo de cristais, a luz natural da fogueira e os recantos exuberantes do Espaço AVIVA. Mas nada disso seria possível sem a presença da homenageada, Pedra Rosa, e de vários companheiros de cerimônias ancestrais, conferindo alegria e autenticidade no registro do encontro realizado ao redor do fogo.

A produção musical  

Para a produção do single, Rodrigo Piva reuniu os parceiros do seu mais recente CD “Canto Quântico” (2018), os músicos Rafael Calegari e Jorge Lacerda. O arranjo para o baião “Pedra Rosa” surpreende na escolha da instrumentação: ao invés da formação tradicional (sanfona, zabumba e triângulo), Calegari optou pela sobreposição de instrumentos de corda (violões, baixo e cavaquinho), somados ao violino de Gabriel Vieira e ao beat eletrônico e efeitos especialmente criados pelo músico paulistano Bruno Marques. O resultado faz jus à homenagem, podendo ser escutado tanto nos rituais nativos como nas pistas de dança.

FICHA TÉCNICA:

VIDEOCLIPE

Direção, fotografia e edição: Ítalo Zaccaron

Produção e roteiro: Rodrigo Piva e Alexandre Maia

Assistente de filmagem: Ananda Torres

Figurino: Aline Carper

Homem-fogo: Felipe Rosene Klapsztein

Participações: Pedra Rosa, Alexandre Maia, Aline Carper, Luize Zanette, Eduardo SThiago, Xirú Karaí, Felipe Rosene Klapsztein, Margareth McQuade, Lilian Paes, Hannah McQuade O’Sullivan e Nicholas O’Sullivan McQuade

Agradecimentos especiais: Espaço AVIVA, Tatiana Aya e Cláudio Vargas

SINGLE

Rodrigo Piva: autor/intérprete

Rafael Calegari: produção, arranjo, baixo, cavaquinho e violões

Gabriel Vieira : violino

Bruno Marques: beat e efeitos eletrônicos

Elena Ribeiro: backing vocal

Edição e mixagem: Jorge Lacerda

Masterização: Alécio Costa Studio

Foto Pedra Rosa (capa single): Shintori

Assessoria de comunicação: Linete Martins Assessoria

Gravado no Espaço AVIVA e na Praia da Armação (Florianópolis/SC), em junho/agosto de 2021

Link do evento (Facebook): https://fb.me/e/MPBkbTRi

Link onde o clipe estará disponível: https://youtu.be/KglOrhI3RJE

Entrevista:

O músico e compositor Rodrigo Piva responde a cinco perguntas sobre o lançamento e sua criação artística, neste momento que o mundo enfrenta crises políticas e pandemia:

1 – Você lança “Pedra Rosa” num momento bem complexo da humanidade, com pandemia e crises políticas. O que significa esse lançamento, agora?

Procuro estar sempre atento à sincronicidade de tudo o que acontece à minha volta. Essa música eu compus há alguns anos e estava guardada na gaveta. No ano passado, eu senti que a hora dela havia chegado e comecei a produzir o single, depois de ter lançado dois clipes com viés ideológico (“Fake News no Samba” e “Negacionista”). A conclusão do single e do videoclipe “Pedra Rosa” só aconteceu em agosto deste ano, depois de uma longa espera. Para mim, em sincronia perfeita e no tempo certo, pois essa é uma música que me traz força e disposição para o momento que estamos atravessando.

2 – Como tem sido o seu processo de criação, nos últimos dois anos, com a pandemia?

Desde março de 2020 estou em isolamento social, trabalhando em casa e procurando encontrar pessoas o mínimo possível. A música tem sido uma forma de transcender a realidade e também de me posicionar como artista. Existem momentos em que eu me afasto dela, mas a reaproximação acontece de forma inexorável, geralmente durante o processo de composição, que traz completude e um certo alívio para as mazelas que estão em todos os noticiários. A pandemia obrigou os artistas a se reinventarem, cada vez mais com o uso da tecnologia e das plataformas digitais. Nesses dois anos, com algum esforço, consegui dar continuidade à minha produção musical, inclusive para dar oportunidade de trabalho aos meus colegas músicos e produtores.

3 – O que você quer dizer para as pessoas, com “Pedra Rosa”?

Quem conhece a terapeuta e xamã Pedra Rosa responderia facilmente essa pergunta. Quem não conhece, deveria conhecer. Com a Pedra aprendi lições valiosas que modificaram inclusive a minha forma de encarar a música. Foi nas vivências xamânicas que pude conectar com a essência e o poder curativo da música. A canção “Pedra Rosa” nada mais é do que um agradecimento e uma demonstração de que o amor é um estado de espírito. E o seu refrão contém um verdadeiro propósito de vida: “Eu sou paz, luz e amor, música e Medicina…”.

4 – Em outras produções suas, transparece seu estilo de vida e forma de lidar com energias, com o Sagrado. Você pretende intensificar essa linha de trabalho?

O meu álbum mais recente, “Canto Quântico”, de 2018, já traz alguns elementos do xamanismo e da world music, como se pode ver nas canções “Música da Terra”, “Bem-Vinda” e “Coração da Terra”. Sempre gostei de explorar várias possibilidades nas minhas produções musicais, sem me ater a um gênero específico. Desde que seja música brasileira, que é a paixão que vem de berço. E sem esquecer jamais a função e o papel do artista que, para mim, antecede todo o resto.

5 – Você vive numa Ilha, que inclusive tem um lado bastante místico, chamada de “Ilha da Magia”. Estar nesse lugar influencia de que forma a sua música?

Morando há trinta anos neste lugar mágico e místico, próximo ao mar e com muitos locais de natureza preservada, é impossível não se deixar influenciar em tudo o que faz. Foi em Florianópolis que as minhas composições incorporaram todos esses elementos. Acredito que essa influência aconteça em outras áreas e não apenas na arte, desde que a pessoa consiga sintonizar com o invisível e apreciar a beleza que está em sua volta. O Espaço AVIVA, na Praia Mole, onde fizemos a maior parte das imagens do clipe, é um bom exemplo disso. A Ilha tem muitos recantos que possibilitam a reconexão com o Sagrado, basta querer.

Assessoria de Imprensa

Linete Martins – 48 9 9129 5347

Luiza Coan – 48 9 8816 4376

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *