A rebelião do vivido

A jornalista Miriam Santini de Abreu organizou uma obra na qual são contadas muitas das experiências de jornalismo comunitário, independente e popular que já existiram e que ainda existem na cidade. O livro será lançado no dia 30 de outubro, na página da Revista Pobres e Nojentas, às 14h. Ela conversou com a gente no programa Campo de Peixe sobre a importância desses trabalhos, entre os quais está a própria Rádio Campeche.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *