A luta indígena pela casa de passagem

Já faz oito anos que os indígenas do sul do Brasil lutam para ter a sua casa de passagem em Florianópolis. Ocorre que quando chega o verão eles saem de suas aldeias e vem para o litoral vender artesanato. Esse é um bom período para conseguir recursos com a arte que desenvolvem. Em todo o país essa é uma batalha que eles travam, de garantir um espaço onde possam ficar durante a temporada. Muita cidades já têm essa casa e acolhem com dignidade os verdadeiros donos dessa terra. Mas em Florianópolis, a luta ainda não deu frutos. São muitas idas e vindas, acordos não cumpridos e promessas vãs. Na semana que passou eles realizaram mais uma manifestação pela cidade e entregaram um manifesto á população. Querem que as condições do abrigo provisório que ocupam hoje sejam melhoradas e que se defina de vez sobre a construção da casa. O programa Campo de Peixe ouviu Cidclei Cardoso, da etnia Kaingang e o vereador Lino Peres, que desde há cinco anos acompanha os indígenas em suas demandas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *