Prefeitura terceiriza e prejuízo é da comunidade

Entrevista com Bruno Ziliotto, da direção do Sindicato dos Municipários, Sintrasem Florianópolis, que esteve no Campo de Peixe falando sobre o prejuízo que a municipalidade teve com a entrega do almoxarifado a uma empresa terceirizada. Remédios foram perdidos, não se conhece o mapa da distribuição dos medicamentos, há muitos produtos sem procedência e uma série de outras irregularidades foram encontradas. A denúncia partiu da Câmara de Vereadores, mas o Sindicato já vinha protestando contra a terceirização desde o ano passado quando a prefeitura decidiu abrir mão do almoxarifado. As tragédias anunciadas. E mais: a prova concreta de que terceirizar é ruim para a administração (custa mais caro) e é ruim para a comunidade (que não tem o serviço de qualidade). Ainda assim, a prefeitura de Florianópolis pretende terceirizar a UPA do Continente. O que esperar? Que lucro pode dar o serviço de atendimento de saúde? Mais drama para a população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *