Povo Kaingang espera resposta de prefeito

Os Kaingang que estão acampados no antigo terminal do Saco dos Limões esperam há tempos por uma casa de passagem. É prática desse povo descer para o litoral no verão para vender seus artesanatos. Como diz o Alzemiro, eles não estão aqui para ocupar terra nem para incomodar os moradores. Só queem vender sua arte e garantir uma renda para seguir vivendo. A terra brasilis era toda dos povos originários. E eles seguem mantendo a tradição de caminhar pelo território. O mínimo que se pode fazer por eles é acolher e respeitar. Na sexta-feira as familias fizeram uma caminhada do terminal até o centro e foram até o gabinete do prefeito para entregar um documento. O prefeito não estava, mas o documento ficou. Alzemiro Kaingang falou no programa Campo de Peixe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *