Povo Guarani aponta caminho de luta

Povo Guarani que vive em Santa Catarina, organizado na Comissão Nhemonguetá, que reúne os caciques das várias comunidades, lança nota sobre a luta que deve ser travada a partir de agora com o novo governo.

Manifesto da Comissão Nhemonguetá de caciques e lideranças Guarani de Santa Catarina

Tekoa Canelinha, 01 de novembro de 2018.

Nós caciques e lideranças Guarani de Santa Catarina sabemos da gravidade que representa a eleição de Jair Bolsonaro para presidente da república e do Sr. Moises para governador de Santa Catarina. Ambos são representantes dos setores mais atrasados do Brasil, ambos fazem discursos de ódio contra os povos indígenas e buscam usar os cargos conquistados pelo voto popular para retirar os direitos históricos dos povos indígenas e, também, dos trabalhadores.

Os dois eleitos não representam os sentimentos do povo brasileiro. Nosso povo humilde e trabalhador sempre souberam que nós, indígenas, somos os primeiros brasileiros, os verdadeiros dono da terra.

Lutamos desde sempre contra invasores e vamos defender todos os nossos irmãos e irmãs do Brasil. Nós indígenas somos guiados por sentimentos de amor e não de ódio, queremos paz para nosso país!

Não aceitaremos que jovens, negros e negras, comunidade LGBT, trabalhadores, organizações sociais, organizações anarquistas, partidos comunistas e socialistas SOFRAM DISCRIMINAÇÃO OU QUALQUER PERSEGUIÇÃO.

Não vamos permitir que as riquezas nacionais sejam entregues para o capital internacional!

Vamos lutar contra qualquer censura aos professores, artistas, jornalistas e lutadores do povo!

Somos contra qualquer retirada de direitos!

Estamos lutando desde 1500, sempre fomos a resistência e lutaremos ombro a ombro com os demais brasileiros democratas contra o avanço do fascismo!

Se ferem a existência do nosso povo seremos o que sempre fomos: a resistência!

Viva os Povos Indígenas do Brasil e do Mundo!

Viva o povo Brasileiro!

O programa Campo de Peixe ouviu o secretário da comissão, Cris Tupan. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *