Dia 19 começa o FAM

FAM 2018 – O cinema do Mercosul na tela de Floripa

Encontro de Mercado com Players, Maratona Cinematográfica, Fórum, Palestras, Lançamentos de livros e muito filme no FAM 2018, de 19 a 24 de junho, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC

O Florianópolis Audiovisual Mercosul chega em 2018 na 22ª edição firmando o compromisso de quando foi criado, em 1997, que é colocar a Capital Catarinense no mapa do mercado audiovisual e servir como elo a todas as novidades do cinema, trazendo para a cidade o que é mais importante no mercado futuro para o audiovisual. “Nestes 22 anos, o FAM continua a trazer novidades em cada edição, mantendo a visão de criação do Festival”, afirma o diretor do FAM, Antonio Celso Santos.

A programação do FAM 2018, concentrada principalmente no Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina, inclui as diversas atividades do Fórum Audiovisual Mercosul, com o  Encontro de Coprodução do Mercosul e a presença de Players, o Rally Universitário Floripa, palestras, oficinas, lançamento de livros, e é claro, a exibição de 51 filmes que participam das Mostras Competitivas, seis longa-metragens na Mostra Convidada, além da Sessão RECAM com o documentário premiado no ano passado, totalizando 58 produções. A programação é gratuita, com exceção de algumas palestras do Rally e atividades do Encontro de Mercado.

Todos os filmes serão exibidos com acessibilidade, através de Legendagem para Surdos e Ensurdecidos – LSE -, além da sessão RECAM que também conta com audiodescrição – AD – e Libras.

Os filmes que compõem as Mostras Competitivas – Curtas Mercosul, Curtas Catarinense, DOC-FAM, Infantojuvenil, Videoclipe e Rally Universitário concorrem a mais de 140 mil reais em prêmios dos apoiadores – O2 Pós, Mistika, Link Digital, InnSaei, Adobe, Cinecolor, Cia Rio, Aktoro e Água Santa Rita -,  além do Prêmio do Instituto de Políticas Públicas em Direitos Humanos do Mercosul – IPPDH e o Prêmio RECAM, uma cópia acessível com Legendagem para Surdos e Ensurdecidos e Audiodescrição.

Este ano o FAM destaca a forte representação feminina. Na Mostra DOC-FAM, de cinco filmes, três têm mulheres como diretoras, e na Mostra Catarinense, dos dez filmes em competição, seis são dirigidos por mulheres, ou seja, 60%.

A Mostra Convidada Longas Mercosul, sempre às 21h, no Auditório Garapuvu, vai exibir os filmes “Açúcar”, do casal de cineastas pernambucanos Renata Pinheiro e Sérgio Oliveira; “La Sargento Matacho”, do colombiano William González e com primeira exibição no Brasil no FAM; “Las Olas”, do uruguaio Adrián Biniez; “Para Ter Onde Ir”, da diretora paraense Jorane Castro; e os argentinos “Los Vagos”, de Gustavo Biazzi, e “Miss”, de Robert Bonomo.

O FAM também tradicionalmente faz homenagens a profissionais do cinema. Nesta 22ª edição será homenageado o projecionista José Luis de Almeida, o querido Zé Luis, que há 19 anos comanda o projetor do FAM.

O 22º Florianópolis Audiovisual Mercosul tem o patrocínio do Funcultural, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esportes, Governo do Estado de Santa Catarina,  do Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE – , Fundo Setorial do Audiovisual – FSA -, Agência Nacional de Cinema – Ancine – , com apoio da Secretaria de Cultura e Arte da Universidade Federal de Santa Catarina e realização Associação Cultural Panvision, Muringa Produções Audiovisuais, Ministério da Cultura e Governo Federal.

Fórum Audiovisual Mercosul

O Fórum Audiovisual Mercosul, um dos propósitos do FAM, abre na terça-feira, dia 19, a partir das 9h, com o Encontro de Coprodução do Mercosul, no Hotel Maria do Mar. Produtoras da Argentina, Brasil, Paraguai, Peru e Uruguai estão entre as aprovadas para a modalidade negocial e terão a oportunidade de apresentar seus projetos para os 10 Players, seis canais de televisão – Canal Fox, Canal Brasil, Globo News, Cine Brasil Tv, Box Brazil, Wohoo – e quatro distribuidoras – Imagem Filmes, Preciosa Media, ArtKino, Olhar Distribuição.

O encontro inicia com a palestra “Master Class sobre Pitching para projetos audiovisuais” do diretor, roteirista e produtor de cinema e televisão Victor Lopes. Ainda pela manhã, será o Pitching de documentários para longas e obras seriadas, além do Almoço de Negócios. Às 13h30min, está programada a rodada de negócios já agendadas e a palestra de Paulo Serra sobre “Estruturação de Negócios Audiovisuais”, e às 14h30min, Petrus Barreto falará sobre a “Relação entre Produtores e Players”, e encerrando as atividades do dia, o Pitching sobre séries de ficção.

Na quarta-feira, 20, das 9h às 11h30min, estão programadas as apresentações dos Players Box Brazil, CineBrasiltv, Fox Latin America, WooHoo, Globo News, Canal Brasil, Artkino Pictures, Olhar Distribuição, Preciosa Media e Imagem Filmes que será mediada por Lucas Soussumi. Na sequência o Almoço de negócios. Das 13h30min às 14h30min, conversas individualizadas com as produtoras e palestra com Paulo Serra, que falará sobre “Comunicação e Marketing na Obra Audiovisual”, e às 14h30min, a palestra sobre “Estruturação de negócios de coprodução e estratégias de exploração econômica da obra e seus produtos derivados”, ministrada pelo advogado Petrus Barreto. O dia encerra com Pitching de longas de ficção.

Na quinta-feira, 21, a manhã está reservada para reuniões de rodadas de negócios. Às 10h será apresentado o Case de Sucesso “Coprodução da obra seriada MATA” – série de ficção apresentada e desenvolvida a partir da edição passada do encontro. Participam os brasileiros Beto Rodrigues e Fernando Muniz, o argentino Juan Ferreira e o paraguaio Nicolas Merens. Na sequência haverá o almoço de negócios seguido de novas conversas individualizadas.

Às 15h, já no Centro de Cultura e Eventos da UFSC, haverá o lançamento da Film Comission de Florianópolis na sequência o Painel Acordos e Fomentos de Coprodução das entidades sobre “Coprodução de séries e longas”. O Encontro de Coprodução do Mercosul encerrará às 17h30min, com a entrega da premiação de uma consultoria exclusiva para o melhor projeto escolhido pela organização do evento.

As inscrições para participar como Ouvinte do Encontro de Coprodução do Mercosul ainda podem ser realizadas através do www.sympla.com.br/famdetodos

O Fórum Audiovisual Mercosul terá ainda duas oficinas abertas e gratuitas: uma conversa com Vera Zaverucha, ex-diretora da Agência Nacional do Cinema (Ancine) sobre o Fundo Setorial do Audiovisual/FSA e a Ancine, no dia 22, das 9h às 12h, e outra com o tema continuidade, com Silvina Obregón, no dia 23, das 14h às 18h, ambas no Centro de Cultura e Eventos da UFSC.

Três painéis ainda fazem parte da programação do Fórum. “Acordos e Fomento de Coprodução”, no dia 21, às 15h, “VR: a nova fronteira do cinema” com os especialistas João Geraldo Arantes Rodrigues e Nicolas Merens, dia 23, às 10h, e “Congresso Brasileiro de Cinema (CBC) e Diálogos Regionais”, no dia 23, às 15h.

Encontro de Docentes dos Cursos de Comunicação do Mercosul

O Encontro de Docentes dos Cursos de Comunicação do Mercosul será um espaço de diálogo acadêmico e profissional entre professores, para estabelecer propostas de aperfeiçoamento dos cursos superiores em Comunicação, além de impulsionar e fortalecer a integração regional sul-americana no ensino superior. A atividade ocorre no dia 23/06, sábado, das 11h às 12h no Centro de Cultura e Eventos da UFSC. As inscrições já estão abertas. “Esta relação mais próxima com as universidades, excursões de alunos, encontro de docentes, é um grande passo para a ampliação efetiva de mercado no Mercosul em edições futuras. Nesse sentido temos estudantes que vêm ao FAM a partir de parcerias pela integração”, resume a diretora de programação Marilha Naccari.

Rally Universitário Floripa

Também integra o Fórum Audiovisual Mercosul o Rally Universitário Floripa 2018, a maratona cinematográfica em que 25 estudantes do Mercosul têm o desafio de produzir um curta-metragem em 100 horas contínuas. Luto, o filme ganhador do ano passado, foi exibido em cinco países, por iniciativa tanto do FAM como também  pelos seus realizadores.

Neste ano, universitários da Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Venezuela participam do Rally. Eles recebem o tema na abertura do FAM e participarão de um ciclo de palestras trazendo fundamentos e dicas de cada área da realização audiovisual, com o objetivo de preparar as equipes.

No dia 20, às 10h, a palestra sobre Direção será com a roteirista e diretora Caroline Fioratti, autora dos curtas premiados Formigas, A Grande Viagem e Algum lugar no recreio. Às 14h, haverá a palestra sobre Edição e Captação de Som com Gustavo Oliveira Souza, o Gus, e  Jucimar Teixeira. E às 16h, o tema é Fotografia com Julio Ribeyro, diretor de fotografia que já trabalhou em mais de 20 longa-metragens. No dia 21, às 9h, o assunto é Produção com Luis Lomenha, diretor da Jabuti Filmes e fundador, junto com os cineastas Fernando Meirelles e Katia Lund da ONG Cinema Nosso, que prepara jovens da periferia para o mercado audiovisual. Na última palestra do Rally, às 11h, o diretor e editor Pablo Riera falará sobre Montagem. As palestras são abertas, algumas já estão no segundo lote de inscrições e podem ser realizadas através do endereço www.sympla.com.br/famdetodos

Mostra competitivas

São cinco as Mostras competitivas do FAM 2018: Curtas Mercosul, Curtas Catarinense, DOC-FAM, Infantojuvenil e Videoclipe.

A Mostra Curtas Catarinense este ano será exibida em conjunto com a Mercosul, todos os dias a partir das 19h no Auditório Garapuvu, e conta com 10 filmes: ATOS, de Beatriz Kestering Tramontin (Palhoça), Berro, de Paula Barbarela e Marina Simões (Florianópolis), Domingos Bugreiro, de Sander Hahn (Criciúma), Flecha Dourada, de Cíntia Domit Bitar (Florianópolis), Garoto VHS, de Carlos Daniel Reichel (Jaraguá do Sul), moT, de Andrew Kastenmeier (Florianópolis), O Outro Lado: A Sinfonia de Eric Pahn, de Rodrigo Araujo e Thiago Soares (Florianópolis), Par Perfeito, de Débora Herling (Palhoça), Severo Severino, de Kátia Klock e Marco Martins (Florianópolis) e Volcano, de Nataly Callai (Florianópolis). Eles concorrem ao prêmio total de R$ 38.300,00 em produtos e serviços dos apoiadores.

Quinze filmes participam da Mostra Curtas Mercosul: A gente nasce só de mãe, de Caru Roelis (Cuiabá), Antolina, de Miguel Agüero (Paraguai), Boca de Fogo, de Luciano Pérez Fernández (Rio de Janeiro), Casa Cheia, de Carlos Nigro (Recife), Coral da Ponta, de Alan Stone Langdon (Florianópolis), Ekõ, de Claudio Servin Rios (Paraguai), Fu, de Maria Rojas e Andrés Jurado (Colômbia), Guiana Francesa, de Olavo Junior e Edmilson Filho (Fortaleza), Intervenção, de Isaac Brum Souza (Goiânia), La fiebre que espera despertar, de Juan Bobbio (Argentina), Las dos, de Emiliano Umpierrez (Uruguai), Mica, de Sandra Ruth Cagnolo (Argentina), O malabarista, de Iuri Moreno (Goiânia), Ouroboros, de Beatriz Pessoa e Guilherme Andrade (São Paulo) e Torre, de Nádia Mangolini (São Paulo). Os prêmios desta mostra para a melhor produção, eleita pelo júri oficial, somam R$ 23.500,00 em produtos e serviços dos apoiadores.

Na disputa pela Mostra Doc-FAM, sempre às 16h30min, estão cinco filmes: Cidades Fantasmas, de Tyrell Spencer (Porto Alegre), Desarquivando Alice Gonzaga, de Betse de Paula (Rio de Janeiro), La Manuela, de Clara Linhart (Rio de Janeiro), O Rio de Benjamin Costallat, de Vicente Ferraz (Rio de Janeiro) e Orione, de Toia Bonino (Argentina). E sete produções participam da competição na Mostra Infantojuvenil: A Festa dos Encantados, de Masanori Ohashy (Brasília), Arraigo, de Maria Laura Reina (Colômbia), Luiz, de Alexandre Estevanato (São José do Rio Preto), Médico de Monstro, de Gustavo Teixeira (São Paulo), O menino leão e a menina coruja, de Renan Montenegro (Brasília), Pirilampo, de Carlos Avalone (São Paulo) e Vento, de Betânia Vargas Furtado (Porto Alegre). Par Perfeito, de Débora Herling, que está na Mostra Curtas Catarinense, será exibido como filme convidado. Os filmes concorrem ao prêmio de R$ 38,700,00 em produtos e serviços das empresas apoiadoras.

A Mostra Infantojuvenil terá diversos horários. Na quarta (20) e quinta (21), será às 9h e às 14h e no domingo a sessão especial é às 14h30. A Mostra é composta por sete filmes mais o convidado Par Perfeito, de Débora Herlig (Palhoça). Pirilampo, Carlos Avalone (São Paulo), Vento, Betânia Vargas Furtado (Rio Grande do Sul), Arraigo, Maria Laura Reina (Venezuela), Médico de Monstro, Gustavo Teixeira (São Paulo), A Festa dos Encantados, Masanori Ohashy (Distrito), Luiz, Alexandre Estevanato (São Paulo), O menino leão e a menina coruja, Renan Montenegro (Distrito Federal). A mostra recebe o prêmio no valor de R$22,500.00 em produtos e serviços das empresas apoiadoras.

Na Mostra Videoclipe, nove produções estão na disputa: Break Me, de Paola Teran (Peru), Sólido, de Camilo Duarte (Bolívia), Camaleão Musical, de Gabriel Motta (Porto Alegre), Cumbia a lo Mestizo, de Pablo Bustamante (Bolívia), Essa cidade cheia de heróis, de Bruno dos Anjos (Porto Alegre), Noche, de Gabriel Gagliardi (São Paulo), Mar Alado, de Fabrício Koltermann (Santa Maria), Moving Ground, de Deivis Horbach (Caxias do Sul) e Por Amor, de Antonella Schiavoni e Daniela Miokovitch (Argentina). Os prêmios para o melhor Videoclipe  chegam a R$ 9.500,00 em produtos e serviços dos apoiadores.

Sessão RECAM

No sábado, 23, às 14h30min, será realizada a primeira exibição do filme Guarnieri, com direção de Francisco Guarnieri, em versão acessível para surdos e cegos com Legendagem para Surdos e ensurdecidos, Audiodescrição e Libras. O documentário foi vencedor do Prêmio RECAM na edição do ano passado do FAM. A RECAM mantém a parceria com o FAM e oferece neste ano, na Mostra DOC-FAM, o prêmio de Acessibilidade – LSE e AD – e todos estão convidados para esta experiência de cinema acessível.

Games e o audiovisual

Durante o FAM 2018, a SC Games terá um espaço voltado para o universo dos games desenvolvidos em Santa Catarina pelo projeto Novos Talentos – SC Games, em parceria com empresas e instituições. O lounge SC Games terá uma programação extensa com jogos, oficinas, play test, painel, roda de conversa e uma competição mirim de games e demonstração de realidade virtual e aumentada.

A programação começa na terça, dia 19, com a Play Test – Mostra de Jogos Indie, uma mostra de jogos em desenvolvimento por startups e desenvolvedores autônomos que prossegue até o domingo, 24.

Uma oficina aberta sobre elaboração de personagens e Papercraft, método de construção de objetos tridimensionais em papel, semelhante ao origami, será no dia 21. Na sexta, 22, a mostra de jogos de realidade aumentada/realidade virtual, e a abertura da Game Jam Fam Mirim 2018, maratona de desenvolvimento de jogos que segue até o último dia do Festival. Os participantes, entre 9 e 14 anos, receberão um tema específico para desenvolver, em equipe, um jogo em até 48h.

Na sexta, ainda será realizado o painel “Design ficcional, a construção de mundos transmídia e a estreita relação com os games”, com João Massarolo, para discutir essa área de estudos relativamente inédita no Brasil. A agenda termina no dia 24, às 16h, com a roda de conversa “Jogar é saudável?”, sobre os games no cotidiano familiar, aberta para a participação do público geral, seguida do resultado e premiação do Game Jam Fam Mirim 2018.

Lançamento de livros

O FAM também é espaço de lançamento de livros. Este ano, serão três livros físicos e um e-book. No dia 20 está programado o lançamento do livro “Cinemas de Rua de Floripa”, de Átila Ramos. “Desvendando a Ancine”, de Vera Zaverucha, será lançado no dia 21. O lançamento do e-book “Televisão e Cinema – O audiovisual contemporâneo em múltiplas vertentes”, organizado por João Martins Ladeira, Dario Mesquita, Felipe Muanis, Gustavo Daudt Fischer, João Carlos Massarolo, Leandro R. Lage, Rafael Teixeira Tassi, Sonia Montaño e Suzana Kilpp, será no dia 22.

No dia 23, o jornalista e crítico de cinema Celso Sabadin vai lançar o “História do cinema para quem tem pressa” (Valentina, 2018), no qual ele resume em 200 páginas uma longa e rica trajetória iniciada com os irmãos Lumière, no século 19, até os dias de hoje.

Paralela

O FAM também tem música de qualidade, com as apresentações da Mostra Paralela no saguão do Centro de Cultura e Eventos da UFSC, sempre a partir das 18h30min. Na terça (19) a abertura do FAM será com a Orquestra de Choro do Campeche. A programação segue  na quarta (20) com a musicista Arielle Locatelli, na quinta (21), com Bianca Maia e Glaci Pacheco, na sexta (22), com Jamaica Café, no sábado (23), com o multiartista Severo Cruz Convida e no último dia, domingo (24), será a apresentação da compositora Sílvia Beraldo.

Exposição

“Pixote e a arte do still no cinema”, com curadoria de Pedro MC e Zeca Pires, é uma homenagem ao fotógrafo Lúcio Flávio Giovanella, falecido precocemente no ano passado. Lúcio Flávio, o Pixote, como era conhecido por ter um estúdio no Campus da UFSC com esse nome, marcou o cinema catarinense e os amigos com o olhar sensível, solidário e singular. A exposição abre às 17h30min no Hall da Reitoria da UFSC.

Programação completa no www.famdetodos.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *