Quando a ação coletiva vence

A partir de uma denúncia da Amocam (Associação dos Moradores do Campeche) , a obra de um lotamento que já começava a devastar uma área perto da Lagoa Pequena, que é um corredor ecológico, foi embargado pela justiça. Por incrível que pareça a empresa tinha licenças, que não levaram em conta ser aquele espaço uma área de preservação. Entrevista com Alencar Deck Vigano, presidente da Amocam, sobre a ação e a vitória. O juiz Marcelo Krás Borges acatou o pedido da Amocam e determinou a paralisação imediata das obras do Loteamento Jardim Ilha de Maiorca, que estava sendo construído em área de restinga, destruindo o único corredor ecológico entre as dunas do Campeche, Lagoa Pequena e o Maciço da Costeira e colocando em risco o equilíbrio ambiental da região.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *