Três Tipos de Medo e Larfiagem foram os principais vencedores do FAM 2017

Em seis dias de festival, mais de 20 mil pessoas prestigiaram a exibição de curtas, longas e documentários. As inscrições para as mostras competitivas de 2018 iniciam em novembro deste ano.

Os curta-metragens Três Tipos de Medo, do mato-grossense Bruno Bini, e Larfiagem, da catarinense Gabi Bresola, foram os principais vencedores do FAM 2017, que se encerrou neste domingo, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC com a exibição do longa-metragem Las Toninas Van Al Este, comédia uruguaia com roteiro e direção de Gonzalo Delgado e Verónica Perrota. O Fórum Audiovisual Mercosul, realizado em paralelo ao festival, teve recorde de público, com mais de mil pessoas participando das palestras, oficinas e encontros realizados desde terça-feira, na Capital.

Filme baseado em fatos reais que conta como três pessoas têm que encarar seus medos após a prisão de um traficante chamado Sapinho na comunidade de Novo Colorado, em Cuiabá, Três Tipos de Medo venceu o prêmio de Melhor Filme do Júri Oficial da Mostra Curtas Mercosul e o de Melhor Ator da Mostra de Curtas (Catarinense e Mercosul), pela atuação de Giovanni Araújo.

Além disso, o filme conquistou o prêmio de aquisição do Canal Brasil (troféu, R$ 15 mil e exibição na programação do canal), que tem como objetivo estimular a nova geração de cineastas, contemplando os vencedores na categoria curta-metragem dos mais representativos festivais de cinema do país. No final do ano, Três Tipos de Medo concorrerá ao Grande Prêmio Canal Brasil de Curtas-Metragens, no valor de R$ 50 mil.

Larfiagem, de Gabi Bresola, que conta a história da estranha língua inventada por crianças e adolescentes que ganhavam trocados, nas décadas de 1950 e 1960, engraxando sapatos e carregando valises na antiga estação de trem de Herval d´Oeste, ganhou os prêmios de Melhor Documentário da Mostra de Curtas (Catarinense e Mercosul), e de Melhor Filme do Júri Popular e do Júri Oficial da Mostra Catarinense.

Na Mostra de Curtas (Catarinense e Mercosul), o prêmio de Melhor Atriz foi para Lira Ribas, por sua atuação como cobradora de ônibus em Estado Itinerante, dirigido por Ana Carolina Soares. Rafael Blas ganhou o troféu de Melhor Direção de Arte porPiscina, de Leandro Godinho. Fábio Mello e Alexandre Lunardelli ganharam o troféu de Melhor Trilha Sonora Original por Espaço Móveis Ruídos, dirigido por Bianca Scliar. Fernando Henna e Daniel Turini, ganharam o troféu de Melhor Som por Animais, com direção de Guilherme Alvernaz.

O troféu de Melhor Fotografia foi dado para Adalberto Oliveira e Marlon Meirelles, porIluminadas, dirigido pela pernambucana Gabi Saegesser. O argentino Joaquim Pedretti, diretor de Distancia, venceu o prêmio de Melhor Montagem. O Melhor Roteiro do FAM 2017 foi para Pedro Paulo de Andrade e Vinicius Vitti, por Hospital da Memória. Diretor do curta, Andrade também recebeu o troféu de Melhor Ficção do Júri Oficial. O prêmio de Melhor Direção foi para Andrea Mendonça, por Ocupação Hotel Cambridge. Procura-se Irenice, de Marco Escrivão e Thiago Mendonça, recebeu o troféu de Melhor Filme do Júri Popular.

Na Mostra InfantoJuvenil, que foi assistida por mais de 3,6 mil crianças desde a sua primeira exibição, na terça-feira, para as que estavam internadas no Hospital Infantil Joana de Gusmão, os prêmios foram para.Meninos e Reis, dirigido por Gabriela Romeu (Melhor Filme do Júri Oficial), No Caminho da Escola (Melhor Filme do Júri Popular) e O Bruxo do Cosme Velho (Menção Honrosa), os dois últimos realizados por alunos da rede municipal de ensino de Vitória, no Espírito Santo.

Na Mostra Videoclipe, novidade no FAM deste anos, o vencedor de Melhor Filme do Júri Oficial foi Adogás, animação dirigida por Henrique Neumann para a música instrumental do trio florianopolitano Skrotes. Caníbal, videoclipe de animação em stop motion para a canção da portorriquenha iLe, dirigido pelo argentino Juan Manuel Costa, ganhou Menção Honrosa.

O vencedor da Mostra Doc-Fam foi O Som dos Sinos, webdocumentário das mineiras Marina Thomé e Marcia Mansur, que resgata a história dos sinos das igrejas brasileiras, tendo como ponto de partida os localizados nas cidades históricas de Minas Gerais. O Prêmio de Melhor Filme do Júri Popular foi para Precisamos Falar Sobre Assédio, de Paulo Sacchetta. E o documentário Guarnieri, ganhador da Menção Honrosa, dirigido pelo Francisco Guarnieri, neto do grande ator e dramaturgo Gianfrancesco Guarnieri, foi também premiado pela Recam – Reunião Especializada de Autoridades Cinematográficas e Audiovisuais do Mercosul com recursos de acessibilidade (cópia acessível a pessoas cegas e com baixa visão, com legenda para surdos e ensurdecidos e janela de Libras).

PREMIACÃO – FAM 2017

Seleção “Encontro de Produção Cinematográfica”

Projeto Santa Cruz 100×100

Quatro bolsas parciais – participação, hospedagem e alimentação

Victor Toth Uehara
Tatiana Wisniewski
Bruno Foppa dos Santos
Anne Rafaela Moura
Bolsa Especial – Argentina – participação, hospedagem e alimentação

Makarena Bordón

Bolsa Integral – participação, hospedagem, alimentação e passagem aérea

Jackeline Ferreira Fagundes

RALLY UNIVERSITÁRIO FLORIPA

Prêmio Júri Oficial

Troféu FAMzito

Melhor Filme – LUTO

MOSTRA INFANTOJUVENIL

Prêmio Júri Popular

Melhor Filme – NO CAMINHO DA ESCOLA, direção de alunos da rede municipal de ensino de Vitória (ES)

MOSTRA INFANTOJUVENIL

Prêmio Júri Oficial

Menção Honrosa – O BRUXO DO COSME VELHO, direção de alunos da rede municipal de ensino de Vitória (ES)

MOSTRA INFANTOJUVENIL

Prêmio Júri Oficial

Melhor Filme – MENINOS E REIS, direção de Gabriela Romeu (Brasil)

PRÊMIO APOIADOR

Para Melhor Filme pelo Júri Oficial

Naymar/CiaRio

Locação de Equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria

O2 Pós

Correção de Cor

Mistika

Delivers

CineColor

Mixagem

Adobe

Assinatura de 1 ano da Adobe Creative Cloud

MOSTRA DOC-FAM

Prêmio Júri Popular

Melhor Filme –  Precisamos falar de Assédio, direção de Paula Sachetta (Brasil)

MOSTRA DOC-FAM

Menção Honrosa – GUARNIERI, direção de Francisco Guarnieri (Brasil)

MOSTRA DOC-FAM

Prêmio Júri Oficial

Melhor Filme – O SOM DOS SINOS, direção de Marina Thomé e Marcia Mansur (Brasil)

Prêmio Apoiador

Para Melhor Filme pelo Júri Oficial

Cinecolor

Mixagem

Naymar/CiaRio

Locação de Equipamentos de iluminação, acessórios e maquinária

O2 Pós

Correção de Cor

Mistika

Delivers

Adobe

Assinatura de 1 ano da Adobe Creative Cloud

MOSTRA DOC-FAM

Prêmio RECAM

Cópia acessível LSE e Audiodescrição

GUARNIERI, direção de Francisco Guarnieri (Brasil)

MOSTRA VÍDEOCLIPE

Prêmio Júri Oficial

Menção Honrosa – CANÍBAL, direção de Juan Manuel Costa (Argentina, Porto Rico)

MOSTRA VÍDEOCLIPE

Prêmio Júri Oficial

Melhor Filme – ADOGÁS, direção de Henrique Neumann (Brasil)

Prêmio Apoiador

Para Melhor Filme pelo Júri Oficial

Link Digital

Correção de Cor

Naymar/CiaRio

Locação de Equipamentos de iluminação, acessórios e maquinária

Mistika

Delivers

Adobe

Assinatura de 1 ano da Adobe Creative Cloud

MOSTRA CURTAS

CATARINENSE E MERCOSUL

Prêmio Júri Oficial

Melhor Ator

Giovanni Araújo, por Três Tipos de Medo, direção de Bruno Bini (Brasil)

MOSTRA CURTAS

CATARINENSE E MERCOSUL

Prêmio Júri Oficial

Melhor Atriz

Lira Ribas, por Estado Itinerante, direção de Ana Carolina Soares (Brasil)

MOSTRA CURTAS

CATARINENSE E MERCOSUL

Prêmio Júri Oficial

Melhor Direção de Arte

Rafael Blas, por Piscina, direção de Leandro Goddinho (Brasil)

MOSTRA CURTAS

CATARINENSE E MERCOSUL

Prêmio Júri Oficial

Melhor Trilha Sonora Original

Fábio Mello e Alexandre Lunardelli, por Espaço Móveis Ruídos, direção de Bianca Scliar (Brasil)

CATARINENSE E MERCOSUL

Prêmio Júri Oficial

Melhor Som

Fernando Henna e Daniel Turini, por Animais, direção de Guilherme Alvernaz (Brasil)

MOSTRA CURTAS

CATARINENSE E MERCOSUL

Prêmio Júri Oficial

Melhor Fotografia

Adalberto Oliveira e Marlon Meirelles, por Iluminadas, direção de Gabi Saegesser (Brasil)

MOSTRA CURTAS

CATARINENSE E MERCOSUL

Prêmio Júri Oficial

Melhor Montagem

Joaquim Pedretti, por Distancia, direção de Joaquin Pedretti (Argentina)

MOSTRA CURTAS

CATARINENSE E MERCOSUL

Prêmio Júri Oficial

Melhor Roteiro

Pedro Paulo de Andrade e Vinicius Vitti, por Hospital da Memória, direção de Pedro Paulo de Andrade (Brasil)

MOSTRA CURTAS

CATARINENSE E MERCOSUL

Prêmio Júri Oficial

Melhor Direção

Andrea Mendonça, por Ocupação Hotel Cambridge

MOSTRA CURTAS

CATARINENSE E MERCOSUL

Prêmio Júri Oficial

Melhor Ficção

Hospital da Memória, direção de Pedro Paulo de Andrade (Brasil)

MOSTRA CURTAS

CATARINENSE E MERCOSUL

Prêmio Júri Oficial

Melhor Documentário

Larfiagem, direção de Gabi Bressola (Brasil)

MOSTRA CURTAS MERCOSUL

Prêmio Júri Popular

Melhor Filme

Procura-se Irenice, direção de Marco Escrivão e Thiago B. Mendonça (Brasil)

MOSTRA CURTAS MERCOSUL

Prêmio Júri Oficial

Melhor Filme

Três tipos de Medo, direção de Bruno Bini (Brasil)

Prêmio Apoiador

Para Melhor Filme pelo Júri Oficial

Naymar/CiaRio

Locação de Equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria

O2 Pós

Correção de Cor

Mistika

Delivers

Cinecolor

Mixagem

Adobe

Assinatura de 1 ano da Adobe Creative Cloud

MOSTRA CATARINENSE

Prêmio Júri Popular

Melhor Filme – Larfiagem, direção Gabi Bressola (Brasil)

MOSTRA CATARINENSE

Prêmio Júri Oficial

Menção Honrosa – Cinco5, direção Camila Arriaga Torres (Bolívia, Brasil, Colômbia, Paraguai e Peru)

MOSTRA CATARINENSE

Prêmio Júri Oficial

Melhor Filme – Larfiagem, direção Gabi Bressola (Brasil)

Prêmio Apoiador

Para Melhor Filme pelo Júri Oficial

Troféu Institucional

ÁGUA SANTA RITA

Troféu Institucional

Naymar/CiaRio

Locação de Equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria

Cinecolor

Mixagem

Link Digital

Correção de Cor

DCP

Adobe

Assinatura de 1 ano da Adobe Creative Cloud

Festival Oberá

Participação no Festival em caráter competitivo

JÚRI CANAL BRASIL

  • Três tipos de Medo, direção de Bruno Bini (Brasil)

*Prêmio aquisição no valor de 15 mil reais

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *